Pesquisar

Carregando...

Crítica de Livro: Ouro da Casa

30 de maio de 2013 1 Comente Aqui!
Arte, Quadrinhos ou Magia?

Como dizer aos outros que ainda lemos Histórias em Quadrinhos quando estamos chegando aos 40? Alguns, raros, ficam com vergonha de assumir. Por outro lado, existem os colecionadores radicais que não abrem mão da leitura. E admitir, depois de “velho” que dentre as obras lidas constem histórias do Maurício de Souza é quase um pecado mortal quando se chega aos 37. Porém, eu assumo: LEIO MAURICIO DE SOUSA e exatamente por isso tive a honra de ler uma obra chamada “Ouro da Casa”.

Maurício de Sousa e sua equipe me conquistaram na infância e ainda hoje, ao lançarem bimestralmente uma adaptação de algum filme em quadrinhos, dentro do universo da Turma da Mônica, fica impossível não lembrar que minhas duas paixões: cinema e quadrinhos podem realizar uma ótima parceria. Nessa coleção bimestral já li adaptações sobre Titanic, Batman, Homem-Aranha, Exterminador do Futuro entre tantos outros clássicos da sétima arte.

Aviso: esse não é meu primeiro texto sobre quadrinhos e com certeza não será o último. Anteriormente citei obras de Alan Moore, o melhor na minha visão, nada mais justo do que incluir um artista nacional no meu link de comentários.

“Ouro da Casa” é uma pequena amostra do talento dos artistas que trabalham todos os meses para que as revistas da Turma da Mônica cheguem às bancas do Brasil inteiro. A lista passa por roteiristas, desenhistas, editores, e escultores. Na obra todos mostram do que são capazes ao criar histórias em seu próprio estilo com os personagens de Mauricio de Sousa. Uma visão mais poética do que a outra.......algumas futuristas, outras poéticas. Todas com amor e paixão.

Recordo-me que anos atrás o mago Stan Lee fez algo semelhante ao recriar o “nascimento” de heróis da DC Comics, como Batman, Liga da Justiça e Superman. Uma visão sábia, sadia e que valoriza ainda mais os “heróis” da arte em quadrinhos.

Uma obra inesquecível e obrigatória na estante de qualquer fã de quadrinhos, cinema ou de arte moderna. Uma, merecida, homenagem a todo o universo criativo do pai da Mônica e sua turma.

Se quadrinhos é coisa de criança, viva o eterno Peter Pan que existe dentro de mim.

Dedico esse pequeno e humilde texto a todos que participaram dessa ótima obra chamada Ouro da Casa em especial para os responsáveis pelas visões que mais apreciei: Wagner Ramari, Marcelo Kina, Flávio Teixeira de Jesus, Edson Itaborahy, Marcelo Cassaro, Petra Leão e Roberto Munhoz

1 Comente Aqui! :

  • Anônimo disse...

    Nossa muito bom tudo que vc gosta adorei o texto é muito bom. Gosto muito de leitura e quadrinhos são excelentes.
    aabç. Rosalia Soares

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...