Resenha de Filme: As Aventuras de PI (Life of Pi)

16 de dezembro de 2012 10 Comente Aqui!

As Aventuras de PI chega aos cinemas nacionais cercado de boas expectativas já que vem colecionando indicações nos mais variados prêmios nestas ultimas semanas de 2012. O longa é uma adaptação do livro A Vida de PI e por algum mistério a distribuidora mudou o nome do seu título aqui no Brasil. O filme marca também o primeiro projeto de Ang Lee filmado em 3D e o diretor chinês soube explorar muito bem essa nova tecnologia. Além da direção de Lee o filme conta com um elenco de desconhecidos, o nome de maior destaque na produção é Gérard Depardieu (Potiche - Esposa Troféu, O Closet) que faz uma participação bem curta.

No filme somos apresentados a história de Pi Patel (Suraj Sharma), filho do dono de um zoológico localizado em Pondicherry, na Índia. Após anos cuidando do negócio, a família decide vender o empreendimento devido à retirada do incentivo dado pela prefeitura local. A ideia é se mudar para o Canadá, onde poderiam vender os animais para reiniciar a vida. Entretanto, o cargueiro onde todos viajam acaba naufragando devido a uma terrível tempestade. Pi consegue sobreviver em um bote salva-vidas, mas precisa dividir o pouco espaço disponível com uma zebra, um orangotango, uma hiena e um tigre de bengala chamado Richard Parker.

Desde os primeiros filmes que fez Ang Lee se diferenciou entre os diretores de sua geração pela sensibilidade que traz para as suas produções e em As Aventuras de Pi ele a usa com maestria. Acho que a grande chave para o sucesso e qualidade final da produção foi justamente a maneira como ele conduziu esta história. O foco que ele da para os olhares, sejam eles de Pi ou dos animais são de uma beleza única, nessas cenas o longa consegue dizer muito para os espectadores mesmo sem o uso de palavras.

A construção do filme também é muito bem feita, a trama vai se desenvolvendo enquanto o espectador consegue compreender como um confidente os sentimentos de Pi e a complexa relação que este tem com a sua religiosidade. No momento em que finalmente o processo de amadurecimento dessa relação (espectador x protagonista) se fecha é que o espectador vai realmente adentrar dentro da jornada de Pi e seu "amigo" Richard Parker. É nesse momento que toda a qualidade de direção de Ang Lee aparece e com tomadas muito belas, ele consegue usar com maestria todo o potencial que os efeitos especiais e o recurso 3D podem produzir. Ao final do longa imagino que muitos de vocês leitores se encontrarão emocionados e assim como eu desejando se despedir adequadamente de Richard Parker.  

As Aventuras de Pi é realmente uma película muito bela que deve conquistar a todos; um filme que vale ser visto e revisto. Vale em especial conferir a versão 3D do longa para que você possa desfrutar desse deslumbre visual em toda a sua plenitude. Assim como A Invenção de Hugo Cabret essa produção vem para mostrar que é possível se fazer um drama extremamente belo e cativante utilizando-se efeitos especiais em conjunto com a tecnologia 3D, e que essa união de forma adequada pode engrandecer muito um filme.


10 Comente Aqui! :

  • Fábio Henrique Carmo disse...

    Tenho um ranço com a obra literária, A Vida de Pi, pois ela é um plágio de "Max e Os Felinos", do nosso Moacyr Scliar. Foi ele que imaginou a situação de um rapaz dividindo um bote com uma fera em alto mar.

    Mas eu vou conferir sim. Abraço.

  • Iuri Lantyer disse...

    A única coisa boa do filme é a ideia. Me esforcei muito pra não dormir e fiquei agoniado pra chegar logo no final. Não vi nada de cativante, nada de comovente. A obra tem boas tomadas, bonitas fotografias (algumas até exageradamente bonitas), mas nada além disso. O elenco é muuuuuito amador, muito distante da realidade do filme. Na minha opinião, filme normal.

  • Daniel Marinho disse...

    Na boa eu não sou nenhum critico de cinema especializado nem nada disso,mais curto muito ver filmes de diversos estilos e sinceramente não estou entendendo o que esses ditos criticos especializados estão querendo dizer quando falam que O Hobbit é um filme que não tem nada demais e exaltam As Aventuras de Pi,acabo de assistir esse filme e só tenho a dizer que me fez ficar com sono e dormir e em algumas partes,não gostei dos efeitos especiais,atores fracos,não vi nada de emocionante,efinm filme muito mais muito ruim em minha opinião!

  • Unknown disse...

    Eu fui assistir principalmente pela fotografia do filme que me pareceu bastante interessante no trailer.
    Não achei nada demais no filme em si e fiquei com a impressão que é um filme pra ver especialmente em cinema, em casa não teria a mesma grandeza dos efeitos visuais.
    E quem não dormiu e prestou atenção até o final deve ter tido a mesma sensação que eu tive quando o cara lê a última coisa no laudo. Isso muda tudo e deixa mais interessante. hahaha

  • juli disse...

    O filme é simplesmente magnifico... talvez tenha provocado sono em pessoas desprovidas de sensibilidade ou que não tenham capacidade intelectual para compreender os detalhes da trama.

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...