Crítica: Os Smurfs - O Filme (The Smurfs)

7 de agosto de 2011 3 Comente Aqui!
"Eles vão smurfar vocês!"

Ontem eu também não resisti e fui conferir ao filme dos Smurfs no cinema, mesmo chegando 1 hora antes do início da sessão só conseguimos comprar os ingressos para o horário seguinte. A quantidade de adultos na sala era enorme a maioria sem crianças. Provavelmente são os adultos que assim como eu passaram boa parte da sua infância acompanhando as aventuras dos pequenos seres azuis. A Sony Animation e Columbia apostaram alto nos Smurfs tanto que o fizeram já pensando em uma trilogia, o 2° filme já ganhou sinal verde dos estúdios após um boa recepção na bilheteria americana.

O projeto ficou nas mãos de Raja Gosnell responsável também pelo bom Nunca Fui Beijada, a comédia Vovó..Zona e as adaptações para o cinema de Scooby-Doo. Este é provavelmente o seu melhor trabalho, conseguindo criar uma ótima conexão entre os Smurfs e o público. Ao lado dos estúdios ele tomou uma sábia decisão de deixar os smurfs em CG (computação gráfica) e interagindo com os atores reais, mas com resultados bem melhores do que as suas adaptações de Scooby-Doo.

O filme começa quando o mago malvado Gargamel expulsa os pequenos seres azuis da sua vila, eles rolam do seu mundo mágico e caem no nosso - mais precisamente, bem no meio do Central Park de Nova York. Com apenas “três maçãs” de altura e presos na Big Apple, os Smurfs precisam encontrar um jeito de voltar para a vila antes que Gargamel os localize.

O roteiro é bem simples como qualquer animação deve ser e comtempla uma pequena parte do enorme contingente de smurfs, mais uma sábia decisão da equipe de produção. Com certeza nas próximas aventuras eles devem explorar outros smurfs com personalidades diferentes. Gostei muito também da "atenção" dada ao gato Cruel, utilizando um gato de verdade e adicionando algumas modificações por computação gráfica para torna-lo mais interativo com o Gargamel (como acontecia no desenho), suas cenas rendem ótimas risadas. 

O elenco humano de apoio é centrado em Neil Patrick Harris (Tropas Estelares, Madrugada Muito Louca) a maioria deve lembrar dele como o protagonista do seriado Tal Pai, Tal Filho. Já Hank Azaria (Godzilla, Heróis Muito Loucos, Quero Ficar Com Polly) faz o vilão Gargamel ele ficou mais conhecido aqui no Brasil como o cientista russo que namorava Phoebe do seriado Friends, já nos EUA ele é reconhecido como o dublador oficial do seriado Simpsons fazendo a voz da maioria dos seus personagens. Ambos na verdade são mais conhecidos por suas participações em seriados nos EUA e também por dublarem muitos filmes, mas os dois vão muito bem interagindo com os smurfs.

Os personagens são muito cativantes e as piadas não são forçadas o que ajuda a criar ainda mais empatia com eles. Desde o final da década de 50 que os smurfs vem conquistando as crianças e ao que tudo indica isto vai se perpetuar ainda por um bom tempo. Com personagens singelos e cativantes este filme prova que não é preciso modificar aquilo que faz sucesso a tanto tempo para tornar as suas aventuras acessíveis para uma nova geração. Em time que esta ganhando não se mexe já diz o ditado; se preparem então porque os pequenos azuis vão "smurfar" vocês!!

Nota: 8,8


Trailer:

3 Comente Aqui! :

  • Tiago Britto disse...

    Neil Patrick Harris é o Barney Stinson em How I Met Your Mother. O melhor ator da série e sem sombra de dúvidas um grande talento. Acho que esse seja seu feito mais lembrado.

  • Paulo Roberto Montanaro disse...

    Concordo com o Tiago sobre How I Met Your Mother. É realmente o grande momento de Harris. Faltou também citar Sofia Vergara, de Modern Family.

    Só tenho uma questão pra levantar: no final, vc diz que não precisa mudar algo para que fique bacana, mas leva-los ao Central Park não foi talvez maior do que qualquer outra adaptação feita pra esses filmes? Afinal, Smurfs sempre se passou em um universo de fantasia e trazer para o Central Park é uma quebra gigantesca com essa idéia, não acha?

    Há braços
    Paulo Montanaro
    Blog Pensando Imagem e Som

  • Equipe Cinema Detalhado disse...

    Paulo eu sei do trabalho bem sucedido dele em How I Met Your Mother, mas ainda assim o sucesso de "Tal Pai, Tal Filho" foi colocado na crítica por dois motivos. 1 - Ainda é o maior sucesso da carreira do Harris porque foi um ícone de uma geração, resultando em muitas piadas e referências em outros programas ao longo das décadas que se seguiram.
    2 - essa referência é especial porque vem da época que Smurfs começou a fazer sucesso no Brasil e abarca as pessoas desta geração, que assim como eu acompanharam os dois programas.

    Mesmo sendo feito em NY achei que o filme ficou bem legal mesmo. Acho que a intenção era conectar o antigo público do programa de TV [me incluo nessa categoria] e os mais novos com esses personagens, e isso o filme consegue. Poderia ser melhor na floresta encantada, talvez sim...talvez não. Mas isso limitaria a interação com os humanos que foi a proposta desta produção e ficou bem legal.

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...