Crítica: Supernatural - Quinta Temporada

30 de março de 2011 9 Comente Aqui!


Supernatural é uma série de horror que conta a estória de dois irmãos Dean e Sam Winchester (Jensen Ackles e Jared Padalecki) que enfrentam todo o tipo de criaturas sobrenaturais desde demônios, vampiros (claro), espirítos, e agora em dia anjos.   Os produtores executivos principais são McG e Eric Kripke.  A série inicialmente fora preparada para durar cinco anos onde se dava a estória principal, mas foi renovada pela CW recentemente para uma sexta temporada.  Se isso será um boa coisa estará para ser visto em setembro deste ano.  


Esta foi uma série que inicialmente eu não achei que ia dar certo.  Os primeiros episódios da primeira temporada não me cativaram, mas sempre atentos a dicas dos sites, eu vi que ela tinha uma boa cotação e boa crítica e comprei no final do ano de 2006 eu comprei o box, e aí fui fisgado e acompanho a série desde então.  A estórias são boas, dificilmente tem um episódio chato durante toda a série, ela foi crescendo aos pouco junto com os personagens e solidificando sua própria mitologia, o que é difícil em séries hoje em dia.  Quem não associa os irmãos Winchesters a um Impala, não vê Supernatural.   Além disso, a série consegue lidar com seu lado cômico de maneira brilhante, sendo todos eles sempre bem sucedidos.  Stargate SG1 era uma série que também utilizava este artifício com sucesso.

Mas este review se concentra na mais recente temporada: a Quinta temporada da série que passou de setembro de 2009 a maio de 2010.  Ela consiste de 22 episódios onde mostra a luta de Sam e Dean contra Lucifer e Michael que querem a qualquer custo que ambos sejam hospedeiros de cada um, porque isto já estava predestinado.  Lucifer, evidentemente quer trazer o Apocalipse para a Terra e os anjos liderados por Michael não são tão sutis como os anjos que acreditávamos quando crianças. Dean se recusa determinantemente a ser hospedeiro de Michael, mas os anjos encontram um irmão bastardo dos Winchester que vai quebrar o galho (Forçada a barra aqui um pouco, mas tudo bem) .  Nesta série tudo é resolvido no final agonizante onde Sam se sacrifica aceitando ser hospedeiro de Lucifer, somente para levá-lo para uma prisão no Inferno que é aberta com os anéis dos Quatro Cavaleiros do Apocalipse que os personagens adquiriram durante a temporada.  Esta ótima sequência ocorre em um cemitério aonde se trava a luta entre Michael e Lucifer /Sam.  Aliás Dean ao tentar intervir na iminente luta leva uma surra histórica, o que deixava os últimos momentos da temporada estressantes.  Sempre auxiliados por Bobby e Castiel, o anjo renegado, a série chegava ao seu final, e Dean cumpre a promessa que fez ao seu irmão e finalmente depois de anos combatendo o sobrenatural vai ter uma vida normal.    Contudo, a série termina com Sam olhando para a janela da casa da nova família de Dean do outro lado.  Um bom encerramento para a série. Mas...

Na sexta temporada o Céu e o Inferno continuariam em conflito, forçando Sam e Dean a novamente se reunirem para combater os demônios e criaturas sobrenaturais em uma temporada com episódios fechados e do arco principal.  O contrato dos atores terminam neste sexto ano, então, Padalecki já avisou que se o roteiro não estiver bom ele abandona a série.

Minha opinião é que o Quinto Ano fechou bem a série, não haveria necessidade de ter mais um ano.  Todo seriado que se prolonga demais tem a tendência a ficar desgastado.  O melhor exemplo no campo da ficção é Arquivo X.  Desperate Housewives, por exemplo, ganhou sobrevida quando deu um salto de cinco anos da cronologia, daí voltou a ficar mais interessante.  Mas veja Grey´s Anatomy.  É um relativo sucesso ainda, mas anda chato e repetitivo.  Agora 10 anos de Smallville, eu quero que alguém me explique como isso é possível.

Claro, existem exceções: "Procedural Dramas" geralmente tem vida longa, mas o público é diverso.  Por exemplo, Todos os CSIs e Law and Orders são os seriados favoritos de meus pais que tem 60 anos.  A maioria de seus episódios são fechados e esta é a razão.  Eles não tem paciência de acompanhar longas temporadas em que eles tem que acompanhar cada episódio para entender o seriado.  No meu caso pessoal, meu Pai só se apaixonou e acompanhou por dois seriados feitas desta maneira: Lost e 24.  Preciso dizer mais...

Enfim, gosto muito dos Irmãos Winchester, de sua camaradagem, e de suas referências a cultura pop.  Agora já estamos em mais da metade do Sexto Ano da Série, e já vemos que a grande fase desta ótima série ficou para trás, mas ainda assim é melhor que muito programa que se vê atualmente na TV americana.

Texto de Master Sidious - Blog Iniciativa Global

9 Comente Aqui! :

  • diego disse...

    Cara eu também, nunca me interessei por Sobrenatural.
    Mas quero assistir, tem tanta gente que gosta, mas devo demorar um pouco ainda pra conferir, tem outras série na frente como pretenção minha para assistir.

  • Ragged_Robin disse...

    Supernatural é uma das séries, para quem nunca viu, que vale a pena ver em maratona os primeiros anos. Criaram uma mitologia toda especial da série, que modifica os monstros arquétipos tornando-os interessantes.

  • Master_Sidious disse...

    Quando assisti aos dois primeiros episódios de Supernatural há 6 anos atrás, logo dispensei a série das que eu seguir aquele ano. Mais tarde, comecei a ler elogios para a série em vários blogs e sites. Comprei então a primeira temporada em DVD e fiquei impressionado como a série melhora com o passar dos episódios, e com isso até hoje sou fã da série, mesmo achando que ela deveria ter acabado no ano que é revisado neste post.

    Enfim, o que quero dizer sobre séries é que tem muitas que não tem oportunidade de mostrar o seu potencial, ainda mais com a TV tão competitiva como anda nos Estados Unidos,e assim perdemos de ver boas séries evoluir em mais temporadas. Este ano já perdemos duas boas séries o drama policial Detroit 1-8-7, e Lights Out. E em anos anteriores perdemos Firefly de Josh Whedon e Odyssey 5.

  • Felipe Nunes disse...

    Acho que sua resenha não foi muito bem escrita, você praticamente contou só o último episodio, não se limitou a critica-lo sem descrever a trama, isso implica em spoilers pra quem não assistiu a temporada, e você já emendou um comentário sobre a sexta temporada, deixe isso para quando você for criticá-la.
    São só conselhos, não falo por mal, é pra evolução do proprio blog.

  • Master_Sidious disse...

    Em uma crítica ou resenha de seriados é muito mais difícil de não expor alguns detalhes da trama do que em filmes. Adiciono o fato que até chego avisar que tem spoilers na maioria das críticas que faço porque, na verdade, estas são feitas geralmente para quem acompanha a série, afinal esta temporada do post acabou em setembro de 2009, e a internet como tem um rápido fluxo de informações todo mundo que acompanha sites de séries já sabia do desfecho do ano.

    Eu, particularmente, leio resenhas de séries de outros blogs, somente quando já vi a série em questão, ou quando inicio uma leitura de uma série que ainda não acompanho, leio até o ponto que ela me diz o que me convencer que a série é boa e paro.

    Casualmente, este post foi o meu primeiro post de séries de meu blog provavelmente do ano passado, e os erros que tu apontastes são verdadeiros. Abordei cedo demais o final da trama, mas ressalto que spoilers serão naturais neste tipo de resenha e que provavelmente devo ter melhorado com o passar do tempo.

    De qualquer modo, agradeço o comentário, quando publiquei na época ninguem comentou nada e fiquei sem feedback.

  • Müller Marques disse...

    Sou meio suspeito ao falar disso, pois supernatural é a minha serie favorita...

    Ela é muito boa, acompanho deis do começo e é notavel sua evolução em todas as temporadas, especialmente na quinta, que foi a melhor de todas, e que apesar de ser muito fã e esperar por mais espisodios, eu tbm acho que deveria encerrar nesta, pois dificilmente teria história e foi isso que aconteceu, a sexta é uma história bem estagnada, Sam sem alma e a tal "mae de todos", definitivamente deveria ser encerrada na quinta mesmo.

    E o Jared é o melhor ator disparado de lá, apesar de todo mundo adorar o Jensen, pelo papel, e ser o queridinho do seriado, tiraram atenção do Padalecki, que suas atuações na quinta, em que fez o lucifer em dois episodios e agora da sexta sem alma foi de arrepiar...

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...